FAÇA SUA DOAÇAO PARA O BLOG

Adicione seu e-mail e você receberá nossas DICAS E TRABALHOS no seu e-mail:

Você receberá um Email, Clique no link para Confirmar.Portal Mais Professores

O CURRÍCULO E SEU PLANEJAMENTO


1.      O QUE É CURRÍCULO?

Um programa de ensino só se transforma em currículo após as experiências que a criança vive em torno do mesmo. A palavra currículo vem do latim – curriculum – e significa percurso, carreira, curso, ato de correr. E seu significado não abrange apenas o ato de correr, mas também o modo, a forma de fazê-lo (a pé, de carro, a cavalo) o local (estrada, pista, hipódromo) e o que ocorre no curso ou percurso efetuado.
Da palavra  curriculum temos, analogamente, a expressão curriculum vitae, que engloba todos os dados pessoais, cursos, experiências e atividades que possam dar uma idéia do que a pessoa conseguiu realizar durante sua vida. Os dados são apresentados como um todo integrado, variável para cada pessoa, mas que revela continuidade, seqüência e objetivos atingidos e / ou a atingir.
Aplicado à educação, o termo currículo apresenta uma variação no decorrer do tempo. Essa variação depende da concepção de educação e de escola e, também, das necessidades de determinada sociedade num dado momento histórico.

Tradicionalmente currículo significou uma relação de matérias ou disciplinas, com um corpo de conhecimentos organizados seqüencialmente em termos lógicos.
Alguns fatos históricos, no entanto, impuseram mudanças no modo de ver  pensar do próprio homem, determinando-lhe, também, novas necessidades e atitudes perante a vida.
Os principais fatos que determinaram tais mudanças foram:
A Revolução Industrial – Com a Revolução Industrial, a sociedade urbana que se desenvolve torna tudo muito mais complexo. Por exemplo, aprofunda-se a especialização, a produção passa a ser feita em série e aumenta a interdependência entre os homens e os países.
As descobertascientíficasEm decorrência desse novo estilo de vida, sucedem-se inúmeras descobertas científicas que, geralmente, levam a criação de empregos mais especializados.
A explosão demográfica – As populações aumentam e se concentram nas cidades.
Consequentemente, as escolas começam a ser oferecidas a um número cada vez maior de pessoas.
Os meios de comunicações de massa – Com o avanço da tecnologia surgem os meios de comunicação de massa que passam a veicular um número muito maior de informações. As conseqüências desse fato são, ainda hoje, um assunto bastante controvertido.
Diante das novas necessidades surgidas a partir desses fatos, os educadores passaram a questionar o conceito de educação, de aprendizagem e, Conseqüentemente, de currículo.  A preparação dos alunos para enfrentar um mundo em constante transformação, passou a exigir uma dinâmica diferente da instituição escolar. Nessa dinâmica, o aluno não é mais visto como um ser passivo que deve apenas assimilar os conhecimentos que lhe são transmitidos pelos seus professores. É visto, antes de mais nada, como um ser ativo que aprende não apenas através do contato com o professor e com a matéria (conteúdo), mas através de todos os elementos do meio. A partir desse novo enfoque, o currículo deixou de ser confundido com distribuição de matéria ou carga horária de trabalho escolar.
O que é então currículo atualmente?
“Currículo é tudo que acontece na vida de uma criança, na vida de seus pais e professor. Tudo que cerca o aluno, em todas as horas do dia, constitui matéria para o currículo.”(SPERB, D. Problemas gerais de currículo. In: Reis, A e JOULLIÉ, V. Didática geral através de módulos instrucionais. Petrópolis, Vozes, 1982. P. 64.)
“Currículo significa muito mais do que o conteúdo a ser aprendido – significa toda a vida escolar da criança. Um programa de ensino só se transforma em currículo após as experiências que a criança vive em torno de si mesmo” (REGO, M.S. e outros. Ensinando a criança. In.: Reis, A e JOULLIÉ, V. Didática Geral através de módulos instrucionais. Petrópolis, Vozes, 1982. P. 64)
Do que vimos até aqui sobre Currículo podemos concluir o seguinte:
a)      Tradicionalmente, currículo tem significado as matérias ensinadas na escola  ou a programação de estudos.
b)      
32
 
A tendência, nas décadas recentes, tem sido de usar o termo currículo num sentido mais amplo, para referir-se à vida e a todo o programa da escola, inclusive às atividades extraclasse. Aliás, as atividades extraclasse são muito importantes para a formação da personalidade da criança. Elas enriquecem o plano escolar e, conseqüentemente, a personalidade da criança. Além disso são uma importante fonte de motivação.

Julgamos oportuno chamar a atenção também para o dominado currículo oculto. A escola – além de desenvolver o currículo explícito, referente a transmissão do saber ao aluno – desenvolve o currículo oculto, referente à transmissão de valores, normas e comportamentos.
 Enquanto o currículo explícito hierarquiza os graus escolares e os critérios de avaliação por mérito ou prestígio, o oculto desenvolve nos alunos a aceitação da hierarquia e do privilégio.

2. CONSEQÜÊNCIA DO NOVO CONCEITO DE CURRÍCULO

Segundo William Ragan são as seguintes as principais conseqüências do novo conceito de currículo:
a)      O currículo existe somente nas experiências das crianças. Não existe em livros de texto e nem nos programas de estudo. Em face do currículo, o programa de ensino apresenta a mesma relação que o mapa de uma estrada tem com a experiência da viagem. Para avaliar o currículo de uma escola, é necessário observar cuidadosamente a qualidade das vivências que existem dentro dela.
b) O currículo inclui mais do que o conteúdo a ser aprendido. É verdade que a seleção de conteúdo útil e exato é um importante responsabilidade do professor, mas o programa não se constitui currículo enquanto não se transforma em parte da experiência  da criança. A porção do conteúdo que se torna currículo para uma criança pode diferir daquela que se transforma em currículo para outra. As relações humanas na sala de aula, os métodos de ensino e os processos de avaliação usados são partes tão importantes do currículo como o conteúdo a ser aprendido.
c) O currículo é um ambiente especializado de aprendizagem, deliberadamente ordenado, com o objetivo de dirigir os interesses e as capacidades das crianças para eficiente participação na vida da comunidade e da nação. Ele diz respeito ao auxílio dado às crianças para enriquecer suas próprias vidas e contribuir para o aperfeiçoamento da sociedade através da aquisição de informações, habilidades e atitudes.
d) A questão que preocupa o planejador do currículo não é apenas decidir que matérias devem ser ensinadas para desenvolver o entendimento e alargar os conhecimentos dos alunos; ele deve visar também à melhoria da vida do indivíduo e da comunidade.
Cabe ao Conselho Federal de Educação fixar, para cada grau, as matérias relativas ao núcleo comum, definindo também seus objetivos e sua amplitude.
O Conselho Estadual de Educação estabelece as matérias que constituirão a parte diversificada do currículo de primeiro grau. A escola poderá ainda assumir a iniciativa da proposição de outras matérias e incluí-las em seu currículo, se aprovado pelo Conselho de Educação competente.

0 comentários:

Postar um comentário